21 de dez de 2010

Os 13 Porquês por Jay Asher


Os 13 Porquês



Informações
Título Original: Thirteen Reasons Why
Autor: Jay Asher
País: Estados Unidos
Idioma: Inglês
Gênero: Ficção Contemporânea, Suspense
Editora: Razorbill (Penguin Group)
Data de Publicação: 18 de Outubro de 2007
Páginas: 304


No Brasil
Editora: Ática
Ano de Publicação: 2009
Páginas: 256

Clique aqui para ler a sinopse.

Sabe quando você QUER muito gostar de um livro mas não consegue? Esse foi meu caso com Os 13 Porquês - que é de um estilo diferente da maioria dos livros que leio. Mas antes de explicar o meu porquê, vou citar algumas características (legais-e-não-tão-legais) do livro:
- Narrativa: em primeira pessoa, feita pelo ponto de vista de dois personagens distintos vivendo em tempos diferentes, o que às vezes dá um tom de conversa à história. AH! É narrado, principalmente, naquele estilo que muita gente já conhece - e estranhou - de Wake, tipo "Eu escrevo a resenha. Eu coloco um ponto final aqui."
- Uso de figuras/símbolos para, por exemplo, play e stop e também a forma de divisão dos capítulos.

Desculpa, eu nunca faço isso realmente... mas o termo 'descer a lenha' se encaixa mais nisso que 'resenha'.


Quando comecei a ler, tive a sensação de que peguei o bonde andando e a coisa toda fica ainda mais sem pé nem cabeça.
A trama é intrigante, com um misteriozinho por trás, mas chega a ser tão confusa e misturada que não me pegou realmente. Lá para o meio do livro os fatos, os motivos pareciam tão dispersos que eu não conseguia juntar nenhuma peça e acabei por desistir de tentar entender e apenas continuei a ler.
AH! O que me confundiu principalmente foi a Hannah - uma das personagens principais -, ela contava uma história, então fugia para um acontecimento antes desse e depois voltava para o que estava contando... e eu ficava perdida.

Vamos falar sobre a Hannah: ela é uma assombração na história e juro que quando ela dizia algo engraçado eu pensava duas vezes antes de rir porque parecia, sei lá... desrespeito rir das piadas dela.

Agora, ela e seus 13 porquês: a maioria dos motivos - que juntos explicam a decisão da personagem - parecem tão bobos, coisas estúpidas e comuns de Ensino Médio, e ela parece estar fazendo um escândalo por nada! Nenhum dos 13 porquês pareciam razão suficiente para o fim que ela planejou e foi tudo uma tempestade em copo d'agua.
Na verdade, acho que o ato de jogar a culpa nos outros foi total covardia ou talvez ela ficasse feliz fazendo isso... para fazer um inferno da vida de quem sobrou e segue em frente... o que ela não fez. Bom, achei ela muito cabeça fraca, daquele tipo de pessoa que quer aceitação e liga pra caramba para aquilo que os outros pensam.

A sinopse mostra uma história mais interessante do que é... e essa história não funcionou pra mim. Talvez eu tenha lido no momento errado... ou é apenas o livro errado para mim e eu não tive sensibilidade o suficiente para entender. Mas não cativou, emocionou ou trouxe qualquer outra reação além de impaciência.

A história pareceu meio forçada. Pense em um filme com um trailer ótimo, mas com atores ruins e roteiro mal elaborado. Esse livro é assim.
Foi escrito com o propósito de causar alguma reação, mas faltou sentimento! Talvez pelo fato de ser narrado - no presente - por um garoto - Clay -, faltou sensibilidade, mas mesmo assim as reações dele pareciam falhas, superficiais.
E o cara fica cheio de "e se?". O pior é que ele se arrepende do que NÃO FEZ.

O livro pode tratar de assuntos importantes/polêmicos de um jeito diferente mas sinto dizer: a trama toda é tão fugaz que, acredito que daqui um tempo, não vou lembrar de nada sobre Os 13 porquês.

E é realmente triste saber que talvez existam casos assim...

Recomendado? Bom, teve gente que gostou e se emocionou e talvez seja uma leitura importante para adversão e discussão dos assuntos tratados... mas EU n-ã-o recomendo. Quem quiser se arriscar, que seja por sua própria conta. AH! Recomendo um livro nesse estilo totalmente melhor em vários pontos: Love you hate you miss you da Elizabeth Scott.

Jay Asher: escreve para adolescentes. Seu principal trabalho é Thirteen Reasons Why, que recebeu vários Awards.

Curiosidade: No site de Thirteen Reasons Why dá para ouvir as gravações da história, e posso dizer que é bem mais interessante que ler o livro.

xoxo
Srta.InsensívelJuliana


P.s.: Estava eu numa profunda depressão pós Last Sacrifice ontem, não querendo ler nada, quando me deparei com o teaser de City Of Fallen Angels desse mês... guardem minhas palavras: esse livro vai ser uma putaria! LOL
P.s.2: mesmo não querendo ler nada... eu comecei a ler Penelope! Que vai ser a próxima resenha do Desafio de Férias.
P.s.3: Acho que minha parte sensível é falha. HAHAHA Devia ter nascido homem. (Essa coisa de sensibilidade me lembrou da piada interna do povo de Design Digital! LOL)

9 comentários:

Luiz Silva disse...

Nem preciso dizer que rio muito com os posts aqui né (digo isso em todos os meus comentários aqui =X)
Uma pena o livro ser tão ruim, a capa dele é tão legal!
Já tinha visto sobre ele só que nunca me interessei por ele, essa é a primeira resenha que leio dele!
Excelente resenha, bastante sinceridade! =D

Abraço



Luiz Silva
blogueiroleitor.blgospot.com

Juliana Lucca disse...

@Luiz Silva: Nem sei se classifico o livro como ruim, a melhor classificação pra ele seria: Sei lá. :S

Naniedias disse...

Eu sempre acho interessante ver as diferentes opiniões sobre um mesmo livro. Eu AMEI esse livro. Juro... de verdade mesmo. Um dos meus preferidos desse ano. E mais do que isso: os motivos para mim foram ótimos. Como assim, Nanie? Você não os achou comum demais? Sim, achei. Mas é justamente por ser comum nas escolas e tal que não percebemos como esse tipo de coisa pode afetar a vida de uma pessoa... Claro que não se espera que alguém cometa suicídio por causa de um bullying como esse... mas a verdade é que isso mexe muito com a pessoa.
Eu AMEI o livro! Mas também adorei ver a sua resenha com uma opinião tão contrária a minha =) Isso também é muito interessante ^^
Os pontos que você não gostou foram justamente os que eu mais gostei - os que me chamaram a atenção: a narração dupla, as fitas de Hannah sarcásticas, os motivos simplistas, a narrativa desconexa (que ficava pulando entre os fatos) e até mesmo a familiaridade de Hannah com uma outra personagem.

.Niii. disse...

Jura Ju!?

Ainda não tinha lido nada negativo do livro, mas totalmente normal. Opniões diferentes são sempre importantes. Tenho vontade de ler o livro... qualquer hora eu pego para ter minha opnião.

Last sacrifice * ainda não me recuperei tbém* e olha que li há um tempo!


Bjos

Angélica Roz disse...

Que livro legal! Bem diferente!! Eu ainda não o conhecia...

Estou passando mega atrasada para avisar que já coloquei o seu blog lá na Retrospectiva Literária. :) Obrigada por participar! \o/

Bjsss!

Lu disse...

agora estou em dúvida de que se vou gostar ou não. kkk.

vou me arriscar, se não gostar beleza. =/

adorei a resenha e sinceridade. ^^
beijos.

Nine Stecanella disse...

Não gosto muito de livros que misturam a visão de dois personagens! É difícil um escritor escrever de forma continua com dois personagens! A capa é incrível, mas parece que não vale a pena!

@nine_stecanella
http://janinestecanella.blogspot.com/

Natália Puga disse...

Nossa eu gostei tanto desse livro! Realmente, eu achei os motivos fracos, mas normalmente só pessoas fracas cometem suicídio, então pra ela essas pequenas coisas devem ter pareciso grandes.
Enfim, conheci aqui agora e adorei :)

Juliana Lucca disse...

@Naniedias: concordo com você sobre os pontos de vista diferentes que encontramos nos blogs: Adoro!
Tipo... o livro é interessante pra caramba, sabe? O modo como é contado, a idéia das fitas, mas mesmo assim não me agradou =/ não foi o pior livro que li esse ano, mas foi um dos que menos gostei... mesmo que esse livro tenha me feito refletir MUITO!
Gostei saber da sua opinião também, sabe? Gosto bastante de comentários assim!
bjks e obrigadinha por ter lido a resenha!


@.Niii.: Há um ano eu teria dito que gostava do livro só pra agradar =S morreria de vergonha de dar minha opinião sincera, a cara a tapa x} mas agora acho supernormal e também é algo que eu vejo nos blogs hoje em dia (que tem em uns e falta em outros). O negócio é julgar o livro, e não quem lê, eu acho. Por isso também gosto de ver opiniões diferentes ^^
AH! Eu fui lendo Last Sacrifice ao longo de um mês LOL DEMOREI UM MÊS! Porque tinha provas e também porque não queria me despedir tão cedo do Dimka... e não me recuperei ainda!


@Angélica Roz: o livro é bem diferente mesmo! ^^
Opa! Dia 3 de janeiro... é nóis! haha


@Lu: bom, arriscar faz parte x} não é isso que fazemos com a maioria dos livros, mesmo? :D e vai que você gosta do livro!


@Nine Stecanella: tem autores que fazem um ÓTIMO trabalho com mais de um ponto de vista, mas dessa vez, mesmo sendo interessante o ritmo de conversa, não deu pra mim! =/
Esqueci de comentar sobre a capa na resenha! Também acho GENIAL! A capa fala tudo!


@Natália Puga: tenho que concordar com o seu comentário sobre os motivos, mesmo!
^^ que bom que gostou do blog!! Obrigadinha por visitar e ler!