17 de jan de 2011

Clockwork Angel (The Infernal Devices - Vol. 1) por Cassandra Clare

Clockwork Angel
(Vol. 1 - The Infernal Devices Series)


Informações
Autora: Cassandra Clare
País: Estados Unidos
Idioma: Inglês
Gênero: Fantasia, Steampunk
Editora: Margaret K. McElderry (Simon&Schuster)
Data de Publicação: 31 de Agosto de 2010
Páginas: 496

Sucedido por: Clockwork Prince (Vol. 2 - Ago/2011), Clockwork Princess (Vol. 3 - Dez/2012)

Para ler a sinopse do livro clique aqui!

Desculpe, mas a resenha é cheia de comentários referentes a Mortal Instruments, não consegui não comparar com Infernal Devices enquanto lia, mas tenha em mente que essa nova série não precisa se escorar em Mortal Instruments para fazer sucesso, pois o livro é uma delícia!

Pense num lugar diferente de todos os outros... que te fascina, mas que só é possível visitar algumas vezes?
Foi assim que me senti lendo Clockwork Angel, esse livro me fez voltar ao mundo que me foi apresentado em City Of Bones, porém, a história se passa 200 anos antes, já que a série Infernal Devices é uma Prequel.
Eu me senti uma Lucia voltando para Nárnia para mais uma aventura!
Confesso: estava morrendo de saudades!

De Mortal Instruments para Infernal Devices:
- Os personagens dessa nova série tem características semelhantes dos de Mortal Instruments mas são essencialmente distintos.
- O estilo de escrita da Cassandra, mesmo um pouco mais rebuscado para se adequar a época, ainda é inconfundivelmente o mesmo;
- O modo de balancear descrições concisas e precisas com diálogos bem trabalhados, que é uma das características mais marcantes da autora, continua, porém, agora com o charme adicional da Inglaterra em seus velhos dias.
- Cassandra usa o mesmo artifício de, por exemplo, City Of Glass: vários acontecimentos em lugares diferentes sob pontos de vista diferentes, narrados em 3ª pessoa, que tem como consequência um final de tirar o fôlego e, mesmo que isso quebre o ritmo às vezes, a tensão é continua!
- Muitos acontecimentos e revelações bombásticas para surpreender o leitor e fazê-lo morrer de raiva dizendo "EEEU SABIA!" e xingar horrores!
- Mesmo havendo um pouco "mais do mesmo" - traição, um triângulo amoroso - Clockwork Angel é ÚNICO, incrível e totalmente Wow-sem-palavras.

O livro é do estilo Steampunk (Não sabe o que é? Clica aqui!) e quando eu tento imaginar o cenário... penso em A Liga Extraordinária, aquele filme steampunk que já passou umas 300 vezes na Globo.
BTW, mesmo que a própria Cassandra tenha afirmado que não é necessário ler Mortal Instruments para entender os livros de Infernal Devices, ainda assim, acho que na primeira série ela explica muito mais e melhor sobre o Shadow World, já que a protagonista do livro tinha que aprender sobre esse tal mundo.

AH! O mais legal é tentar fazer as conexões entre as duas séries... histórias, personagens compartilhados e etc...

Sobre o enredo:
A coisa toda é meio assustadora e muito sombria (Mortal Instruments parece até um parquinho de diversões perto disso), além disso, há o inevitável choque de costumes daquela época com a atual. O melhor da trama é que até quando a história se torna previsível, ainda assim, conseguia me deixar de queixo caído!
Outra coisa interessante são as citações antes dos capítulos e referências no enredo à obras famosas de autores da época, já que a personagem principal é uma amante dos livros!
Confesso que no começo não me empolguei tanto, principalmente quando a coisa começou a ficar meio Exterminador do Futuro (eu quase parei de ler porque aqueles robos escrotos do filme me assustam até a morte), mas mesmo assim eu ficava "Leio ou não leio? Hm... ok! Só mais um capítulo!". O livro, aliás, tem um ritmo mais calmo no começo porque tem muitas explicações, agrupamento de evidências... o blablabla necessário. O que não quer dizer que seja chato!

Os personagens:
- Tessa, a protagonista, é pior que uma Clary da vida, totalmente uma deslocada-que-não-sabe-de-nada no começo... mas isso se cura com a curiosidade sem tamanho dela! Ela soltava perguntas nos momentos mais inoportunos, o que às vezes me irritava! Tirando isso, ela é bem sagaz e arisca!
- Will: eu tive que comparar ele com o Jace, mesmo os dois sendo fisicamente diferentes. Ele é um Dean Winchester do Velho Mundo! Divertidamente arrogante e metido. Na verdade, não teve uma cena em que ele apareceu que eu não tive que me segurar para não rir alto... ou me descabelar de raiva, porque, de algum modo ele era, desnecessariamente, muito cruel várias vezes.
- Jessamine: É claro que tem que existir a típica imbecil pau-mandado que seguia todos os costumes das damas da época (damas não lêem romances, damas não respiram, enfim) o que sempre me irrita (desde Gemma Doyle!). Ela parecia um personagem saído de Aprendendo a Seduzir, da Patrícia Cabot, então meu lado feminista quis tocar fogo nos cabelos dela de início!
- Jem: por acaso ele come livros de auto-ajuda no jantar? Só assim pra cuspir tanta lição zen... haja saco! É um bom personagem, mas me entediava algumas vezes.

Outra comparação: acho que as protagonistas da Cassie tem alguma sindrome do desmaio. Incrível! Deve ser alguma coisa de familia, vai saber!?

Dificuldade de leitura: devido a época em que se passa, no meio da leitura encontram-se algumas poucas expressões ou palavras diferentes, mas nada que atrapalhe realmente a leitura.. e nada que um dicionário não resolva!

Aviso: Cassandra Clare botou no meio da história cenas que podem causar uma sincope. As cenas românticas são poucas, mas MEU DEUS! São de morrer!

Para finalizar... o livro é cheio de surpresas, momentos inesperados, mistérios, um romance muito gracinha com direito a diálogo com citações de livros além de outros sustos e surtos.
Posso ver claramente uma adaptação para o cinema, de verdade! Eu quero MUITO que façam com esse livro o mesmo que estão fazendo com City Of Bones: um filme! E com essa mania de filmes YA que tá pegando agora, as chances são boas!


Recomendado? TÁ ESPERANDO O QUÊ? Pega pra ler A-G-O-R-A! E olha que esse é o primeiro livro que li no estilo steampunk (que eu me lembre!) e mal posso esperar para ler outros (a série Leviathan do Scott Westerfeld é a próxima!). O bom é que o livro é grandinho então dá pra se divertir bastante com ele!


xoxo
Juliana


P.s.: CARAMBA! O VILÃO ERA QUEM EU DESCONFIAVA! OMGOMG! HAHAHA
P.s.2: Agora Supernaturally caiu pra 3° mais esperado do ano e Clockwork Prince tomou o segundo lugar. O topo agora só tem Cassandra porque City Of Fallen Angels é o 1°! LOL

11 comentários:

Caroline Juliane Bonifácio disse...

[aaaaaaa] Sou louca pela Cassandra -e olha que eu só li Cidade dos Ossos hehe'
Acho que este livro tem tudo para ser otimo certo? hhee'
Beijos
Carol {SobreUmLivro}

Maeva disse...

Ainda não li nenhum dos livros, então não posso comentar nada huahua

--
Maeva
Murphy's Library

nahtureza disse...

Oi só estou visitando seu blog pois estamos no mesmo grupo.
Beijos

Lucas Geraldo disse...

nossa, que história looca! :D
Abraços!

Ellen Cristina disse...

passando para dar um oie!
estamos no book tour da Underworld
beijos
p.s.: estou loucaaaaaaaaa pra ler Clockwork Angel *-8

Luiz Silva disse...

Nem posso ler, não posso ver spoilers!! =X
Eu sei que não tem nada a ver a com Instrumentos Mortais, mas mesmo assim, quero ler essa série só quando eu terminar a outra =X hahahaha


Abraço


Luiz Silva
blogueiroleitor.blogspot.com

Mariana Paixão disse...

Só li o Cidade dos Ossos até agora mas essa sua resenha me deixou sem fôlego! OMG! Quero muito ler esse livro! Mas acho que só lerei depois de ler The Mortal Instruments, só pra ter um conhecimento maior *_*

Muuuuiiito legaaal a resenha *___*

Entre Fatos & Livros disse...

OlÁ! Sou do book tour, grupo 5. Já estou seguindo seu blog!

http://fatoselivros.blogspot.com/

Bj
Pri

Evellyn disse...

Eu nem Li City of Bones e já tem mais uma! ahahha
Pelo que v escreveu parece realmente otima!
E ok, se lembra A Liga Extraordinária eu terei que ler! Eu ate tenho esse filme em casa, de tanto que gosto!
Bem, como ando mt atrasada nas leituras acho que da tempo de lançarem essa serie aqui no Brasil!
bjo

Guta Bauer disse...

Eu quero ler esse livro, mas ao mesmo tempo não quero. Como lidar? HAHAHAHAHA

Eu quero ler, mas tenho quase 90% de certeza que vou ficar com o mantra "eu sabia, eu sabia que não ia gostar" na cabeça depois e vou querer meu dinheiro gasto de volta, HAHAHAHA.

Antes de começar a ler os livros dela eu preciso tentar me livrar dessa noção de que vou achar ruim, porque começar a ler um livro assim não é o canal.

Mas, pelo visto, melhor começar com Cidade dos Ossos, right?

Let's wait!

Beijocas,
Guta
Murphy's Library

Layo Silva disse...

quero muito ler esse livro , mais querer nao eh poder neh.

Abraço Layo Silva

http://blogueiroleitor.blogspot.com